sexta-feira, 20 de maio de 2011

Tempus Fugit

3 comentários:

Helena disse...

E verdade: o tempo foge, foge, mas deixa cá ficar as alegrias. Ou a recordação delas. É o que nos vale.

io disse...

É mesmo, Helena: é mesmo o que nos vale. Isso e aproveitar, segundo a segundo, o tempo que nos rodeia e que, inexoravelmente, nos foge. Um beijo para vocês os 2. Ou vocês os 7. Sim: um beijo para cada um de vocês os 7.

Helena disse...

:-)